Chevrolet Cobalt 2020

Versões Cobalt 2020

Cobalt 2020LT 1.4L

Resumo

Versão de entrada com motor 1.4 e câmbio manual de 6 marchas. Traz o básico em equipamentos de conforto e segurança.

Cobalt 2020AT 1.8L

Resumo

Versão com motor 1.8 e câmbio automático de 6 marchas. Exclusivo para público PCD, traz o básico em equipamentos de conforto e segurança.

Cobalt 2020LTZ 1.4L

Resumo Cobalt 2020:

O Chevrolet Cobalt 2020 continua convivendo com sedans compactos mais modernos, e está disponível em versão única, a LTZ, com motor 1.8 aspirado e câmbio manual de cinco marchas. Com uma boa lista de equipamentos de conforto, o sedan ainda é bem aceito no mercado pela sua boa relação custo-benefício.

Mesmo com um projeto antigo e de linhas truncadas, a última remodelação do Chevrolet Cobalt, em 2019, deixou o carro com as linhas mais agradáveis e apesar de ser um sedan de linhas tradicionais e simples na versão LTZ ele tem detalhes exclusivos que o deixam com um estilo atraente. Na dianteira, o para-choque e faróis são levemente arredondados, com os vincos mais fortes saindo do capô e percorrendo toda a lateral e terminando no porta-malas. As rodas de aço de 14 polegadas do Cobalt LT 2020 deixam o visual um pouco mais apagado, nas laterais. Finaliza o conjunto na traseira, lanternas bipartidas alongadas que entram na tampa do porta-malas e o vinco que dá um ar de design exclusivo atravessando toda a traseira, os para-choque são menos robustos do que os sedans mais modernos. No Cobalt LTZ 2020, abaixo dos faróis dianteiros e de milha há detalhes cromados, além disto, maçanetas e retrovisores são pintados na cor do carro e a coluna B tem aplique personalizado.

Há duas opções de motor para o Chevrolet Cobalt 2020, são dois motores antigos, mas confiáveis e que entregam bom desempenho. O Chevrolet Cobalt LT 2020 vem equipado com o motor 1.4 que entrega 98 cavalos de potência e vem sempre com câmbio manual de seis marchas. Este mesmo conjunto mecânico também está disponível no Cobalt LTZ. As versões topo de linha, Cobalt LTZ 1.8 e Cobalt AT 1.8 (para PCDs) vêm equipadas com o antigo motor 1.8 da Chevrolet que entrega 111 cavalos com câmbio CVT de seis marchas, mas sem paddle-shifts.

Com o motor 1.8, o Cobalt 2020 atinge a velocidade máxima de 170 km/hora e acelera de 0 a 100 km/hora em 10,5 segundos, nada mal para um sedan com apelo popular. Apesar do motor antigo e da entrega de bom desempenho, o consumo também consegue manter números razoáveis, com o Cobalt 1.8 2020 rodando 8,3 km/litro na cidade e 10 km/litro na estrada quando abastecido com etanol. Quando o combustível é a gasolina estes números mudam para 12,1 km/litro e 15,1 km/litro, respectivamente na cidade e na estrada. Já as versões do Cobalt 1.4 tem uma leve melhora no consumo, com o sedan rodando 8,5 km/litro na cidade e 10,4 km/litro na estrada quando abastecido com etanol. E, com gasolina, 12,5 km/litro na cidade e os mesmos 15,1 km/litro na estrada. Enquanto, o consumo é levemente melhor no Cobalt 1.4, o desempenho é um pouco inferior, com velocidade máxima de 168 km/hora e acelerando de 0 a 100 km/hora em 11,5 segundos, novamente bons números para a faixa de preço do sedan.

Com uma suspensão macia e bem ajustada, rodar com o Chevrolet Cobalt 2020 é muito confortável, neste quesito dá para comparar o sedan com concorrentes mais caros e mais modernos. Apesar de o motor ser antigo, ele entrega excelente desempenho com bom torque em baixas rotações, possibilitando bom desempenho em arrancadas e retomadas. O volante traz apenas regulagem de altura, e mesmo na versão topo de linha fica devendo a de profundidade.

O acabamento das portas é todo em plástico, mas o apoio de braço do Cobalt LTZ 2020 é em couro, o que gera bastante conforto para o motorista com excelente ergonomia para os botões dos comandos de vidros e outras funcionalidades. Com um acabamento diferencial se você comparar o Chevrolet Cobalt LTZ 2020 com seus concorrentes do segmento de sedans populares, é o acabamento dos bancos, que tem as laterais em couro e o restante em tecido perfurado o que ajuda a refrigerar os bancos. Nos bancos traseiros, viajam bem até três passageiros, o túnel tem a elevação pouco acentuada gerando algum conforto até para o passageiro do meio. E, há espaço para a bagagem de todos os passageiros, com o amplo porta-malas com 569 litros de capacidade.

O acabamento das portas é todo em plástico, mas o apoio de braço do Cobalt LTZ 2020 é em couro, o que gera bastante conforto para o motorista com excelente ergonomia para os botões dos comandos de vidros e outras funcionalidades. Com um acabamento diferencial se você comparar o Chevrolet Cobalt LTZ 2020 com seus concorrentes do segmento de sedans populares, é o acabamento dos bancos, que tem as laterais em couro e o restante em tecido perfurado o que ajuda a refrigerar os bancos. Nos bancos traseiros, viajam bem até três passageiros, o túnel tem a elevação pouco acentuada gerando algum conforto até para o passageiro do meio. E, há espaço para a bagagem de todos os passageiros, com o amplo porta-malas com 569 litros de capacidade.

Todos os comandos de áudio, central multimídia, estão bem posicionados no volante, o console da versão topo de linha, tem detalhes em preto-brilhante, mas este recurso só é oferecido no Cobalt LTZ. O painel tem boa iluminação uma grande tela digital à direita, onde aparece a velocidade e todas as informações e consumo de combustível, no canto esquerdo um conta-giros bem grande. Com desenho muito atípico, o painel já foi alvo de críticas, mas é de excelente visualização e funcionalidade e dá até para arriscar dizer que o desenho é interessante. O kit multimídia que é de série no Cobalt LTZ e opcional no LT é o antigo MyLink 2 da Chevrolet, mas funciona muito bem, possui espelhamento para celulares e entradas USB.

Além do básico e obrigatório em todas as versões, ou seja, airbag duplo, freios ABS e ganchos Isofix, o Chevrolet Cobalt LTZ 2020 possui sensor de estacionamento traseiro, mas não possui câmera de ré. Na versão AT que é especifica para o público PCD, o Chevrolet Cobalt 2020 não traz o sistema On Star e o sensor de estacionamento traseiro da versão LTZ. De resto, fica devendo equipamentos que seus concorrentes mais modernos e com preço similar já trazem, entre estes itens de seguranca faltantes podemos destacar o controle de estabilidade e tração, e o assistente de saídas em rampas.

Mesmo com o design e motor desatualizados se você comparar com seus concorrentes diretos como Volkswagen Virtus, Fiat Cronos e até o próprio Chevrolet Onix Plus, o Chevrolet Cobalt 2020 ainda tem seus atributos. Agora se você quer comprar um sedan com visual e motor modernos e que traga tecnologia de ponta e itens de segurança que já fazem parte do leque oferecido mesmo em versões básicas dos novos sedans compactos, você terá que procurar entre seus concorrentes. Mas, para quem quer comprar um sedan espaçoso, com mecânica muito confiável, baixo custo de manutenção e excelente ergonomia, o Chevrolet Cobalt. O Chevrolet Cobalt 2020 mostra-se superior também quando o comparamos em sua versão de entrada com outros sedans de apelo popular, como Volkswagen Voyage, Fiat Grand Siena e o próprio Joy Plus da Chevrolet. Nesta versão, na mesma faixa de preço, o Chevrolet Cobalt LT 1.4 traz os mesmos equipamentos de seus concorrentes, mas um desempenho e conforto superiores.