Ganhe R$500,00 em RappiCréditos ao comprar um carro na Karvi com a logo da Rappi!

Fiat Fiorino

Versões Fiorino

Fiorino

1.4L 8v Evo Flex 2P

Resumo

Versão básica com o motor 1.4 flex, praticamente sem equipamentos de conforto e com os itens obrigatórios de segurança, sendo freios ABS e airbag duplo.

Fiorino

Hardworking 1.4L EVO Flex 2P

Resumo

Versão com motor a gasolina e câmbio manual e capacidade de carga de até 3100 litros. Conta com funções básicas: ar condicionador e computador de bordo.

Resumo Fiorino:

O legendário utilitário Fiat Fiorino continua sendo produzido no Brasil. A marca italiana lançou o carro baseado na plataforma do Fiat 147 em 1977 e passou a ser produzida sobre a plataforma do Uno em 1988. A atual versão ainda é feita sobre a plataforma do Uno e é basicamente a mesma desde 2014, nesta última remodelação, o utilitário perdeu espaço de carga, item bastante importante para o segmento. Apresentada em duas versões ambas com o motor 1.4 Fire e carroceria furgão, o Fiat Fiorino vem cada dia mais perdendo espaço no mercado, os concorrentes têm apostado um pouco mais em acabamento. O próprio Fiat Strada que também foi reestilizado, mantendo uma versão na antiga carroceria tirou mercado do Fiat Fiorino, com isto há alguns anos ele só é vendido com a carroceria Furgão e têm duas opções o Fiat Fiorino Evo e o Fiat Fiorino Hard Working.

Não espere nada de inovador no desenho do Fiat Fiorino, apesar de ser baseado no Fiat Uno, com a carroceria mais atualizada, o carro tem o acabamento bastante simples deixando um aspecto de carro exclusivo para o trabalho. Se bem que é este o objetivo do Fiat Fiorino, é um típico utilitário, mas a Fiat poderia investir um pouco mais em detalhes que não alteram tanto o custo. O que dá algum toque de modernidade são as barras laterais em plástico cinza bastante sobressalientes nas portas e em parte da carroceria na parte do furgão e também as grandes lanternas traseiras que o deixa um pouco mais parecido com o projeto ligeiramente mais moderno dos únicos utilitários leves sobreviventes junto com o Fiat Fiorino, o Citroën Berlingo e o Peugeot Partner.

Na parte mecânica a única opção é o motor já descartado pela Fiat em muitos modelados, o 1.4 com 88 cavalos de potência Os freios são a disco na dianteira e o câmbio manual de cinco marchas em ambas versões.

Por se tratar de um veículo para trabalho, a Fiat também poderia ter se preocupado mais com o consumo, o carro percorre com um litro de gasolina 10,7 km na cidade e 12,1 na estrada. O motor também entrega menos potência que os novos 1.3 Fire Fly que já equipam o Fiat Uno e o Fiat Mobi, ele leva o Fiat Fiorino à velocidade máxima de 158 km/hora e faz de 0 a 100 km/hora em 11,9 segundos, mas tudo isto sem carga. Não espere desempenho na estrada e muito menos carregado, o carro foi feito para a cidade. Além de não apresentar bom desempenho, passando dos 100 km/hora o Fiorino tem um nível de ruído altíssimo.

A posição para dirigir pode ser incômoda, o volante não conta com nenhum tipo de regulagem no Fiat Fiorino EVO, item que vem com a direção hidráulica como opcional, mas está presente como equipamento de série no Fiat Fiorino Hard Working. Mesmo sendo um carro para carga, a Fiat poderia ter substituído os bancos de desenho bastante antigos por algum outro projetado pela marca.

A capacidade de carga são 650 quilos ou 3.100 litros, é menor que nos modelos anteriores. A Fiat também tirou do modelo o porta objetos do teto da cabine e o carro se mantém com o mesmo preço do ano de 2019. Os bancos e acabamentos das portas e painel são básicos, mas com revestimentos mais resistentes que os do Fiat Uno e ajudam na tarefa principal do Fiat Fiorino que é andar carregado e ser de uso exclusivo para o trabalho.

O Fiat Fiorino Evo não traz nem direção hidráulica, nem vidros elétricos. Ar condicionado nem pensar, como opcionais a Fiat oferece a direção hidráulica e rádio. Já o Fiat Fiorino Hard Working tem o kit com direção hidráulica, vidros elétricos e ar condicionado de série, como opcionais traz o sensor de estacionamento e rádio com entrada USB.

Kit multimídia, ainda não dá nem para pensar equipando o Fiat Fiorino. O acabamento é extremamente simples, se bem que não se espera muito para um furgão de carga com o preço do Fiorino a Fiat poderia ter um pouquinho mais de cuidado. As concorrentes da Citroen e Peugeot tem painel digital e um pouco mais de cuidado no acabamento interno.

Neste quesito o Fiat Fiorino traz somente o que é obrigatório nos carros produzidos no Brasil, os freios ABS e airbag duplo.

Além de defasada como todas suas concorrentes o Fiat Fiorino é a que tem o motor menos potente e menor capacidade de carga, algo muito importante para o segmento. A Citroen Berlingo e a Peugeot Partner que na verdade são o mesmo carro com pequenas mudanças pela marca, são melhores opções no segmento, tem motor com 122 cavalos, ar-condicionado, direção hidráulica e preço próximo do Fiat Fiorino. Muito próximos do preço do Fiat Fiorino Hard Working, há algumas picapes feitas em versão com chassi, como por exemplo, o superior Hyundai HR, mas este segmento de picapes só com o chassi tem o inconveniente de ter que comprar um baú e aí a diferença de preço pode disparar e este é um fator importante para um utilitário. O que joga em favor do Fiat Fiorino é o valor para revenda, com a menor desvalorização entre todos concorrentes além de ter o mais baixo custo de manutenção. E como carro para trabalho este fator pode ser decisivo para sua compra.