Ganhe R$500,00 em RappiCréditos ao comprar um carro na Karvi com a logo da Rappi!

Honda WR-V

Versões WR-V

WR-V

EX

Resumo

Vem com motor 1.5 16 válvulas e câmbio CVT. Conta com piloto automático, ar-condicionado digital, rodas aro 16, kit multimídia e quatro airbags.

WR-V

EXL

Resumo

Mesmo conjunto mecânico do WR-V EX, acrescenta piloto automático, ar-condicionado digital,rebatimento elétrico dos retrovisores, bancos em couro e conta com seis airbags.

Resumo WR-V:

SUV compacto de entrada da montadora japonesa, o Honda WR-V está disponível em duas versões, a EX e a EXL, ambas com motor 1.5 e câmbio CVT, traz o básico em conforto, mas tem câmera de ré com guia de visão, controle de estabilidade e tração e 4 airbags.

Ele tem o visual mais agressivo do que do seu irmão maior HR-V, apesar de ter herdado carroceria e toda a lateral incluindo portas e retrovisores do Honda Fit com os vincos bem marcados, a única diferença fica no detalhe em preto sobre as rodas que atravessa toda parte inferior do carro, como no Honda HR-V. A dianteira é bem arrojada e com para-choque maior, mas na verdade se trata de um Honda Fit aventureiro, com os faróis diurnos em LED e faróis de milha nas duas versões. O detalhe cromado acima da saída de ar, detalhe black-piano e a grade colmeia também estão presentes trazendo a identidade global da Honda em todos seus modelos. Na traseira, as lanternas foram diminuídas e não sobem ao lado dos vidros como no monovolume que lhe empresta a carroceria, o para-choque traseiro também ficou maior, o rack do teto é bem marcado e as rodas de liga leve de aro 16 tem um toque de esportividade. Tudo isto dá um visual de aventureiro, mas é só visual mesmo, o que não é um problema, já que o segmento é todo assim parecem off-roads, mas são carros de passeio.

O motor do Honda WR-V é o conhecido e antigo motor 1.5 flex com 16 válvulas que equipa o Honda City e o Honda Fit, a caixa de câmbio também é a mesma, mas esta sim bem moderna é o CVT automático, o que não é oferecido são as borboletas (padlle-shifts) para a mudança de marcha manualmente. A tração é dianteira em todas as versões, os freios traseiros são a tambor, algo bastante precário para um SUV, mesmo que compacto.

O desempenho segue o ritmo de seus concorrentes, o Honda WR-V atinge velocidade máxima de 168 km/hora e acelera de 0 a 100 km/hora em 12,3 segundos. No consumo, números só razoáveis em comparação com a maioria de seus concorrentes, com gasolina roda 11,7 km/litro na cidade e 12,4 na estrada e com etanol, faz nestas mesmas condições 8,1 e 8,8 km/litro.

O Honda WR-V conta com dois modos de dirigir acionados diretamente na alavanca do câmbio, o modo Low aumenta a aderência e deixa o SUV mais colado ao chão e ajuda um pouco em terrenos mais difíceis e o modo Sport que melhora sensivelmente o desempenho do carro. Ele é confortável para dirigir como o Honda Fit, mas ainda mais elevado, o volante vem com ajuste de altura e velocidade e o banco com regulagem de altura, mesmo com o isolamento que a Honda faz o carro gera um ruído um pouco incômodo quando acelera mais forte. Pelo ajuste da suspensão para as ruas brasileiras e o maior vão livre, com altura de quase 20 centímetros ficou melhor de dirigir que o Honda HR-V e o Honda Fit, somado a isto a direção elétrica progressiva bem ajustada e o câmbio CVT bem ajustado, um dos pontos fortes do Honda WR-V é o prazer ao dirigir.

A grande vantagem do Honda WR-V usar a plataforma do Honda Fit é o espaço interno, neste quesito ele deixa todos seus concorrentes para traz parecendo mais um monovolume do que um SUV compacto. Com o sistema de bancos também herdado do monovolume é possível acomodar objetos grandes embaixo do banco traseiro e ainda traz um porta-malas com 363 litros. Além disto, a ergonomia dos bancos e o desenho interno do Honda Fit fazem do interior do carro um dos mais confortáveis no segmento de SUVs compactos.

As duas versões do Honda WR-V trazem ar-condicionado digital de zona única, piloto automático e outros itens básicos de comodidade como vidros, travas e retrovisores elétricos. A diferença para a versão EXL são os bancos em couro e os retrovisores com rebatimento. Bastante básico, não traz partida por botão, nem luzes em LED em nenhuma das versões.

O kit multimídia do Honda HR-V tem um pouco de delay, mas vem nas duas versões com GPS integrado e interface para celulares, o carregamento por indução parece mesmo que a Honda ainda considera como artigo de luxo, ele está presente somente nas versões Touring do Civic e no Honda CR-V e no sedan de luxo Honda Accord. O volante tem boa empenhadura e posicionamento, conta com regulagem de altura e profundidade e com o aumento na altura em relação ao Honda Fit que já é gostoso de dirigir, ficou ainda melhor. No painel, mostradores simples, mas completos e com boa iluminação, o acabamento do console é todo em plástico rígido, mas como todo Honda com as peças muito bem encaixadas que junto com a manta de isolamento do motor o deixam bastante silencioso.

Nos itens de segurança vem mais bem equipado que seus concorrentes, contando com 4 airbags na versão EX e 6 na versão EXL e câmera de ré com guias de visão. O Honda WR-V ainda vem com os itens obrigatórios de segurança obrigatórios no Brasil, como os freios ABS, apoio de cabeça e cinto de segurança para os cinco passageiros e ganchos Isofix. Só fica devendo o controle de estabilidade e tração na versão EX que compromete a estabilidade em curvas em velocidades mais altas.

Com acabamento bem simples, rendimento modesto e consumo razoável, o Honda HR-V chega páreo com seus concorrentes consolidados que tampouco entregam muito nesta categoria de entrada dos SUVs. O que tem de vantagem é espaço interno e melhor dirigibilidade, ele tem tudo para ser uma boa compra até a chegada do novo Peugeot 2008 que promete sacudir o segmento e fazer com que as montadoras pensem projetos mais modernos e carros mais completos para o segmento de SUVs compactos.

Perguntas Frequentes (FAQ)

O consumo do Honda HR-V é de 11,7 km/litro na cidade e 12,4 km/litro na estrada com gasolina. Com álcool o consumo é de 8,1 km/litro na cidade e 8,8 km/litro na estrada.

O Honda WR-V tem 116 cavalos de potência máxima alcançando a velocidade máxima de 168 km/hora e acelerando de 0 a 100 km/hora em 12,3 segundos.

O Honda WR-V é comercializado a partir de R$ 86.900,00, em sua versão de entrada, o Honda WR-V EX, até R$ 142.700,00, na versão topo de linha, o Honda WR-V EXL.