Renault Sandero 2021

Versões Sandero 2021

Sandero 2021Zen1.0L

Resumo

Mesmo conjunto mecânico do Life, acrescenta em equipamentos, computador de bordo, banco do motorista e volante com regulagem de altura e kit multimídia.

Resumo Sandero 2021:

Com excelente espaço interno, o Renault Sandero 2021 sofreu uma pequena remodelação e está disponível em cinco versões, a Life e a Zen 1.0 ou 1.6, as 1.0 sempre com câmbio manual e a 1.6 pode vir com o CVT, no topo da linha a Intense 1.6 CVT.

O design do Renault Sandero não parece muito com os seus concorrentes diretos, ele dá a impressão de ser um carro um pouco maior, pertencente ao segmento de hatchs médios. Além disto, deve-se dizer que o design da carroceria não é, e não pretende ser o ponto forte do Renault Sandero 2021. Na dianteira, as mudanças apesar de sutis agradam, o hatch ficou o desenho um pouco menos truncado, deixando o projeto mais harmônico com linhas mais suaves, mas sem perder o porte de carro médio. Os para-choques são novos, assim como os faróis em LED em todas as versões. As laterais não sofreram mudanças. Já na parte traseira é que vieram mais novidades e o que deu um estilo mais moderno ao projeto para sobreviver no mercado com seus concorrentes com projetos mais novos enquanto esperamos o verdadeiro novo Sandero que já foi apresentado na Europa. As lanternas traseiras do Sandero 2021 ganharam assinatura em LED e agora são bem maiores entrando na tampa do porta-malas.

Nas versões com o moderno motor de 1.0 de 3 cilindros que entrega 82 cavalos de potência máxima, o Renault Sandero 2021 vem com o câmbio manual de cinco marchas. Este mesmo câmbio equipa o Sandero Zen 1.6, mas com este motor o hatch fica com 118 cavalos, nesta versão também há a opção da transmissão CVT que possibilita a troca manual simulando seis marchas. O mesmo conjunto mecânico equipa o Sandero Intense 1.6 CVT, topo de linha. Todas as versões do Sandero 2021 vêm com tração dianteira.

Com o motor 1.6, o Sandero 2021 não chega a ser nenhum esportivo, mas tem bom desempenho, acelerando de 0 a 100 km/hora em 11 segundos com o câmbio CVT. O número que melhora para 9,8 segundos nas versões equipadas com o câmbio manual, atingindo a velocidade máxima de 185 km/hora. No consumo os números poderiam ser um pouco melhores em se tratando de um hatch compacto. O Renault Sandero 1.6 roda 8,6 km/litro na cidade e 9,2 km/litro na estrada quando abastecido com etanol. Quando o combustível é a gasolina, percorre 12,8 km/litro na cidade e 13,4 km/litro na estrada. E não se anime com o consumo mesmo se você comprar o Renault Sandero 1.0, o hatch fica ligeiramente mais econômico, mas ainda não dá para comparar com seus concorrentes. Na cidade o Sandero 1.0 2021 percorre 9,5 km/litro com etanol e 13,1 km/litro com gasolina. Já na estrada, respectivamente com os mesmos combustíveis, o hatch roda 9,6 e 14,2 km/litro. Já o desempenho do Renault Sandero 1.0 está dentro do padrão do segmento de hatchs compactos com motor 1.0 aspirado, inclusive é um pouco superior, atingindo a velocidade máxima de 163 km/hora e acelerando de 0 a 100 km/hora em 13 segundos.

Com uma nova calibragem, o Renault Sandero 2021 tem mais aderência nas curvas e suporta melhor as manobras um pouco mais exigentes. Na cidade, a boa altura permite rodar tranquilo em nossas ruas esburacadas, e as suspensões suaves contribuem para gerar conforto, principalmente nos percursos urbanos. Além desses detalhes, o Renault Sandero não traz aspectos particularmente notáveis em sensações ao dirigir. Sendo um carro com foco no preço baixo, nenhuma ênfase especial foi dada pela montadora neste item.

O Renault Sandero 2021 continua com a mesma carroceria e com isto continua tendo o maior entre-eixos da categoria. Como consequência dá para aplaudir, o conforto nos bancos traseiros, um aspecto em que o Renault Sandero historicamente superou seus concorrentes graças também à largura total da carroceria. Há muito espaço para pernas e cabeça. O quinto passageiro tem seu próprio apoio de cabeça, embora o banco não seja muito anatômico. Como costuma acontecer no segmento de hatchs, o porta-malas não tem muito que destacar com seus 320 litros.

Quanto aos equipamentos o Renault Sandero 2021 está dentro da média do segmento de hatchs compactos. Na versão básica, o Sandero Life 1.0, traz apenas travas e vidros dianteiros elétricos, chave-canivete, ar-condicionado e direção eletro-hidráulica. O Sandero Zen soma entre seus itens de série: computador de bordo, alarme, além de banco do motorista e volante com regulagem de altura, fica devendo a regulagem em profundidade que não é oferecida em nenhuma versão. No topo da linha, o Sandero Intense 1.6 melhora em muitos itens externos, o hatch vem com rodas aro 16 polegadas diamantadas e faróis de neblina, internamente ganha o ar-condicionado automático e os vidros traseiros e retrovisores elétricos.

Na versão de entrada, o Renault Sandero 2021 não tem nem rádio. O sistema multimídia com uma tela sensível ao toque, mas que não oferece muitas funções adicionais está presente a partir do Sandero Zen e agora vem com espelhamento para celulares. O painel do Sandero 2021 tem velocímetro analógico central, conta-giros e uma tela digital com informações do computador de bordo, bastante simplista, mas dentro do padrão do segmento e de carros da mesma faixa de preço.

Na segurança, o Renault Sandero 2021 traz os equipamentos dentro do padrão, com quatro airbags, freios ABS e ganchos Isofix em todas as versões. A partir da versão intermediária, o Sandero Zen 1.6 com câmbio CVT, tem controle de estabilidade e tração, assistente de saída em rampas. Somente na versão topo de linha, o Sandero Intense, traz a câmera de ré e o sensor traseiro de estacionamento. Esta lista não impressiona, mas se você comparar com carros da mesma faixa de preço, esta dentro da média, somente a câmera de ré e o sensor de estacionamento poderiam equipar as versões mais baratas do Renault Sandero 2021.

O Renault Sandero 2021 continua sendo um carro barato, como foi concebido e para oferecer um preço competitivo teve que cortar equipamentos de conforto e segurança. Se você comparar com alguns concorrentes diretos eles são mais completos, permanecendo relativamente baratos, alcançando uma melhor relação custo-benefício. O que pode fazer com que a sua decisão seja comprar um Renault Sandero 2021, apesar do projeto antigo, é a necessidade de mais espaço interno e um carro mais alto que a maioria dos hatchs.

O consumo do Renault Sandero 1.0 2020 é de 13,1 km/litro na cidade e 14,2 km/litro na estrada com gasolina. Com álcool, o consumo é de 9,3 km/litro na cidade e 10 km/litro na estrada.

O Renault Sandero 1.6 2020 tem 118 cavalos de potência máxima alcançando a velocidade máxima de 185 km/hora e acelerando de 0 a 100 km/hora em 9,8 segundos.

O Renault Sandero 2020 é comercializado a partir de R$ 47.853,00 em sua versão de entrada, o Renault Sandero Life 1.0, até R$ 65.800,00, na versão topo de linha, o Renault Sandero Intense 1.6 CVT.