Renault Sandero RS 2022

Versões Sandero RS 2022

Sandero RS 20222.0

Resumo

Esportivo da família Sandero, vem com motor 2.0 com 16 válvulas e câmbio manual de 6 marchas, vem de série com ar automático, bancos e detalhes com acabamento exclusivo.

Resumo Sandero RS 2022:

Com vida própria, a partir deste ano, o Renault R.S. 2.0 2022 é um modelo à parte do hatch que o originou. O mesmo aconteceu com o Renault Stepway, mas nenhuma mudança na montadora francesa foi tão marcante quanto a do novo Renault R.S. 2.0 2022. Apesar de as mudanças terem sido sensíveis no visual e na lista de equipamentos, o hatch passou a ser o esportivo mais barato do mercado brasileiro. Para entender um pouco de sua história, o Renault Sandero lançado em 2008 no Brasil e com seu sedan, o Renault Logan, tornou-se um dos carros mais populares e bem sucedidos da Renault em nosso mercado. Depois de uma remodelação em 2011, em 2015 finalmente chegou à segunda geração e com ela uma série especial, o Sandero R.S., que iria ter apenas 1.500 unidades produzidas, mas obteve tanto sucesso que passou a ser produzido continuamente. Para a linha 2022, a montadora apresentou o Renault R.S. 2.0 2022 que sofreu mais uma atualização e apesar de vendê-lo como Novo Renault R.S. 2.0, as mudanças não foram tão expressivas assim e o principal para chamá-lo de novo é que o esportivo não é mais um Sandero. Situado no segmento de esportivos compactos, o Renault R.S. 2.0, apesar de ter um projeto mais antigo é muito superior em desempenho se você o comparar com todos seus concorrentes da mesma faixa de preço e até com vários mais caros. Neste rol, entram Fiat Argo HGT 1.8, o novo Polo GTS 250 TSI, muito mais caro que o Renault R.S. 2.0, e o Hyundai HB20 Sport Nova Geração, que é o que tem o preço mais próximo dele, mas é o que tem o pior desempenho. Na verdade, é difícil chamar vários destes hatchs de esportivo, eles são muito agressivos no visual, mas tem desempenho apenas razoável, as exceções são apenas o Renault R.S. 2.0 e o novo Polo GTS 250 TSI.

O design do Renault Sandero não parece muito com os seus concorrentes diretos, ele dá a impressão de ser um carro um pouco maior, pertencente ao segmento de hatchs médios, o mesmo acontece com o Renault R.S. 2.0. Além disto, deve-se dizer que o design da carroceria não é, e não pretende ser um ponto, na dianteira, as mudanças apesar de sutis agradam, o hatch ficou o desenho um pouco menos truncado, deixando o projeto mais harmônico com linhas mais suaves, mas sem perder o porte de carro médio. Enquanto, o Renault R.S. 2.0 2022 não teve mudanças na dianteira, vale destacar que ele já usava grade e faróis diferentes do hatch padrão da família. Já na parte traseira é que vieram mais novidades e o que deu um estilo mais moderno ao projeto para sobreviver no mercado com seus concorrentes com projetos mais novos enquanto esperamos o verdadeiro novo Renault R.S. 2.0 que já foi apresentado na Europa. As lanternas traseiras do Sandero 2022 ganharam assinatura em LED e agora são bem maiores entrando na tampa do porta-malas, no Renault R.S. 2.0, só os faróis de neblina são em LED. Vão até aí as coincidências, o Renault R.S. 2.0 tem personalidade própria, com o teto preto, rodas de aro 18 polegadas com pneus de perfil baixo 205/45 em um modelo desenvolvido pela Michelin para alto desempenho. Na lateral, faixas decorativas, que agora contam com a bandeira francesa e um detalhe que imita fibra de carbono nas portas.

Equipado com o motor 2.0 com 16 válvulas que entrega 150 cavalos ao Renault R.S. 2.0, o hatch tem perfil esportivo e não é só na aparência. O câmbio do Renault R.S. 2.0 é manual de seis marchas, como deve ser um esportivo e a tração é dianteira.

Com um conjunto mecânico bem ajustado, o Renault R.S. 2.0 2022 tem excelente desempenho, mesmo tratando-se do esportivo mais barato do mercado brasileiro. O esportivo acelera de 0 a 100 km/hora em 7,9 segundos e atinge a velocidade máxima de 202 km/hora. Este desempenho tem consequências no consumo, mas quem quer comprar um esportivo não tem neste item o seu principal foco. Abastecido com gasolina, o Renault R.S. 2.0 roda 9,9 km/litro na cidade e 11,1 km/litro na estrada, quando o combustível é o etanol, estes números mudam respectivamente para 6,9 e 7,7 km/litro.

Com uma nova calibragem, o Renault R.S. 2.0 2022 tem mais aderência nas curvas e suporta melhor as manobras um pouco mais exigentes do seu motor e era necessário. Na cidade, a boa altura permite rodar tranquilo em nossas ruas esburacadas, e as suspensões suaves contribuem para gerar conforto, principalmente nos percursos urbanos. Apesar de ter boa arrancada e ser bastante seguro nas retomadas, o motor, por ser mais antigo deixa um pouco a desejar, mas está longe de ser um comportamento de hatch compacto, só podemos criticá-lo quando o compararmos com bons esportivos.

O esportivo herdou do Renault R.S. 2022 o excelente espaço interno e tem o maior entre-eixos da categoria do hatch que o empresta a plataforma. Para um esportivo, o Renault R.S. 2.0 tem muito conforto, porque além do grande espaço para pernas e cabeça, algo comum a todos os carros da montadora que usam esta carroceria, ele tem a vantagem de trazer bancos com melhor ergonomia. Os bancos além de ter boa ergonomia são muito bonitos visualmente com faixas duplas vermelhas e as laterais mais largas dão o toque de esportividade no interior do Renault R.S. 2.0.

No novo Renault R.S. 2.0 não espere luxo, nem muitos equipamentos de conforto, mas pela faixa de preço, o esportivo entrega um pacote razoável. Ele não conta com equipamentos opcionais, mas vêm com vidros, travas e retrovisores elétricos, ar-condicionado automático, faróis de neblina e bancos esportivos com desenho exclusivo.

No console, ao redor das saídas de ar das extremidades há uma borda vermelha, o mesmo acontece no painel do Renault R.S. 2.0 que tem o velocímetro, conta-giros e medidor de combustível e temperatura analógicos. Apenas uma pequena tela com as informações do computador de bordo; o kit multimídia é o padrão da Renault com uma tela de sete polegadas sensível ao toque, GPS integrado e espelhamento para celulares. O único senão do sistema é a posição, ele fica abaixo das saídas centrais de ar, o que obriga o motorista a olhar para baixo para poder ver as informações na tela.

Em se tratando do esportivo mais barato do mercado brasileiro, o Renault R.S. 2.0 2022 tem boa oferta de equipamentos de segurança. O esportivo tem quatro airbags (dois frontais e dois laterais), os obrigatórios ganchos Isofix e freios ABS, controle de estabilidade e tração, assistente de saída em rampas, câmera de ré, sensor traseiro de estacionamento e piloto automático com limitador de velocidade. Adicional à lista de equipamentos que compartilha com o Renault Sandero em suas versões topo de linha, o Renault R.S. 2.0 tem freios a disco nas quatro rodas, item importante para frear seu alto desempenho.

Se você comparar o Renault R.S. 2.0 com o novo Hyundai HB20 Sport, único preço similar ao do esportivo da montadora francesa, o francês tem desempenho muito superior, apesar do projeto mais antigo. Outros concorrentes entregam o mesmo desempenho, é o caso do também recém-lançado Volkswagen Polo GTS, mas a diferença de preço é bem grande entre eles, dá para comprar um Fiat Mobi ou um Renault Kwid, por exemplo. Enfim, para quem quer comprar um esportivo com bom preço, não tem carro melhor que o Renault R.S. 2.0 2022, seus concorrentes ou são muito mais caros, ou tem desempenho muito inferior.