Ganhe R$500,00 em RappiCréditos ao comprar um carro na Karvi com a logo da Rappi!

Volkswagen Virtus

Versões Virtus

Virtus

1.6L MSI

Resumo

Versão de entrada com motor 1.6 e câmbio manual de 5 marchas, vem com ar-condicionado, direção hidraúlica e vidros e travas elétricos.

Virtus

1.6L MSI AT

Resumo

Versão de entrada com motor 1.6 e câmbio automático de 5 marchas, vem com ar-condicionado, direção hidraúlica e vidros e travas elétricos.

Virtus

Comfortline 200 TSI

Resumo

Versão intermediária com motor 1.0 turbo e câmbio automático de 6 marchas, além dos equipamentos do Sense acresce kit multimídia e regulagem do volante em profundidade.

Virtus

Highline 200 TSI

Resumo

Mesmo conjunto mecânico do Confortline, mas vem com ar-condicionado digital.

Resumo Virtus:

O Volkswagen Virtus é o modelo mais recente da montadora alemã, que anunciou também um SUV baseado na mesma plataforma que o sedan toma emprestada do Polo, o Volkswagen Nivus. Com ele, a montadora tem ocupado um espaço que estava vazio em sua linha, abaixo do Volkswagen Jetta e acima do Volkswagen Voyage, e tem tido sucesso nesta missão. Compete em um concorrido mercado de sedans compactos, com o Fiat Cronos e os novos Chevrolet Onix Plus e Hyundai HB20S Nova Geração. O Volkswagen Virtus 2020 é oferecido em seis versões com três opções de motor, sendo o Virtus Sense, o mais básico, o Virtus MPI, intermediário com o Virtus Confortline e o topo de linha Virtus Highline. A grande novidade é a versão esportiva, o Volkswagen Virtus GTS 250 TSI, que chega com o motor 1.4 turbo, novo no sedan, mas já conhecido por equipar T-Cross, Jetta e Tiguan. Esteticamente, o Volkswagen Virtus parece um cruzamento entre o Polo e o Jetta. Curiosamente, em relação ao preço também está entre os dois modelos.

Na dianteira, o Volkswagen Virtus tem faróis pequenos, mas alongados, uma grade grande, melhor resolvida do que no Polo e uma saia com uma entrada de ar preta com as luzes de neblina nas duas extremidades. Visto de lado, o Volkswagen Virtus se destaca pela sua forma arredondada, na qual o teto parece se fundir em algum momento com o porta-malas, apesar de ser um sedan, lembra bastante um coupé. O Volkswagen Virtus 2020 vem com rodas de liga leve de 15 polegadas nas versões básicas e intermediárias, e de16 polegadas no Virtus Highline. No novo Virtus GTS 250 TSI, as rodas são de 17 polegadas e há um friso vermelho que atravessa a dianteira de ponta a ponta, inclusive na parte inferior dos faróis e o para-choque é maior que das outras versões, o que intensifica o visual de esportivo. A parte traseira, do Volkswagen Virtus parece bastante com a do Jetta, com linhas bem marcadas que acabam no grande para-choque traseiro e no Virtus GTS ele é ainda maior e a saída do escapamento é dupla.

As versões básicas do Volkswagen Virtus 2020 tem o motor 1.6 com 117 cavalos de potência, podendo vir com câmbio manual de cinco marchas ou automático de seis. Nas versões intermediárias, Virtus Sense, Virtus Comfortline e Virtus Highline são equipados com o motor 1.0 turbo com 128 cavalos de potência máxima e câmbio automático com seis marchas. Enquanto, o novo Virtus GTS 250 TSI, traz o motor 1.4 turbo com 150 cavalos de potência máxima, que já equipava o Volkswagen T-Cross e Jetta, e vem sempre com a transmissão automática de seis marchas das demais versões. Em todas as versões do Volkswagen Virtus 2020, a tração é dianteira.

O Volkswagen Virtus 2020 tem desempenho e consumos muito parecidos nas versões equipadas com o motor 1.6 e 1.0 turbo. Com o Virtus 1.6 atingindo a velocidade máxima de 195 km/hora, enquanto o Virtus 1.0 turbo alcança 194 km/hora. Na aceleração de 0 a 100 km/hora o 1.0 turbo leva uma pequena vantagem, com o sedan atingindo a velocidade em 9,6 segundos, enquanto o 1.6 o tempo é de 9,8 segundos. No consumo, o Volkswagen Virtus tem números um pouco melhores que os do Polo, isto pela aerodinâmica. O Virtus 1.6 roda na cidade 8,2 km/litro com etanol e 11,9 km/litro com gasolina, já o 1.0 turbo faz 7,8 e 11,2 km/litro com estes mesmos combustíveis. Na estrada, o Virtus 1.0 turbo é um pouco mais econômico, por causa do motor que exige menos nas ultrapassagens e altas velocidades, rodando 10,2 km/litro com etanol e 14,6 km/litro quando abastecido com gasolina, enquanto o 1.6 percorre 9,5 e 13,8 km/litro nestas condições. Um destaque é a frenagem, impecável em baixas velocidades e com uma impressionante marca de frenagem total de 38 metros quando o freio é acionado aos 100 km/hora, isto devido ao Volkswagen Virtus vir com freios a disco nas quatro rodas. O novo Virtus GTS 250 TSI tem bom desempenho, alcançando a velocidade máxima de 210 km/hora e acelera de 0 a 100 km/hora em 9,0 segundos. Quando falamos de consumo, a nova versão supera seus concorrentes, mesmo com um bom desempenho, o sedan é bastante econômico, rodando 7,3 e 9,4 km/litro, respectivamente na cidade e na estrada, quando abastecido com etanol. Com gasolina estes números mudam para 8,9 e 12,3 km/litro, nestas mesmas circunstâncias.

A transmissão automática de seis velocidades possui trocas de marchas mais curtas, o que permite um desempenho melhor em velocidades baixas e médias, e o motor 1.0 turbo do Volkswagen Virtus é mais moderno e econômico. Exceto, o novo Virtus GTS que tem o ruído típico de um esportivo, o sedan é muito silencioso, característica de carros mais caro, e não tem nada a invejar neste aspecto do Jetta. Sua dinâmica é a esperada em um sedan, o Volkswagen Virtus se inclina um pouco nas curvas, mas a presença do controle de estabilidade mantém tudo o carro seguro. Por ter volante que pode ser ajustado em altura e profundidade em algumas versões, bancos com um design bastante anatômico, o conforto ao dirigir é um dos pontos fortes do Volkswagen Virtus. Os solavancos não são sentidos e a distância em relação ao chão é exata para evitar o contato do cárter com nossas ruas esburacadas. Se você comparar na sua faixa de preço, o Volkswagen Virtus é o sedan mais confortável e o novo GTS deixa isto ainda melhor, com resposta em retomadas e ultrapassagens muito boas e os novos bancos, estilo concha.

O interior do Volkswagen Virtus 2020 combina o console cinza com tons em preto brilhante, nada muito diferente do restante de outros modelos da montadora, com linhas muito sóbrias e até simplistas. Na parte traseira, os bancos também são muito confortáveis e, possui saída de ar para os passageiros que viajam atrás. O Volkswagen Virtus 2020 é um sedan para quatro ocupantes, mas pode levar cinco pessoas com relativo conforto em viagens curtas, algo comum a seus concorrentes.

Em todas as suas versões, o Volkswagen Virtus possui um mínimo de equipamentos com travas e vidros elétricos, ar condicionado manual, volante multifuncional com comandos de voz. O Virtus Comfortline também possui espelhos elétricos, faróis de neblina com luz de curva estética e sensor de estacionamento traseiro. No topo da linha, o Virtus Highline tem a mais na lista, o sensor de estacionamento dianteiro, câmera de ré e ar condicionado digital com climatizador, estes mesmos equipamentos são os disponibilizados no GTS, o esportivo da família.

No painel destaque para o display colorido totalmente digital, que traz uma aparência moderna a toda a sobriedade do Volkswagen Virtus. O Virtus Highline tem o painel que brilha mais do que nas outras versões, graças à sua exibição com cores vivas que deixam seus concorrentes distantes, e, o novo Virtus GTS tem muitos detalhes em vermelho. Com bom tamanho, oito polegadas, e sensível ao toque, a tela multimídia se destacada com os apliques em preto brilhante, dando uma aparência bem elegante que até alguns sedans médios ficam devendo. Apesar de ser um sistema completo com GPS integrado e espelhamento para celulares, não traz carregamento por indução e vem de série somente a partir do Virtus Comfortline.

O Volkswagen Virtus 2020 possui quatro airbags, freios ABS, controles de tração e estabilidade, além dos freios a disco nas quatro rodas em todas as suas versões. Ele tem uma carroceria de cinco estrelas no Latin NCAP em testes de colisão, um ponto a favor, que geralmente é o forte da Volkswagen e no Virtus não é diferente.

Pelo preço da versão de entrada do Volkswagen Virtus, existem outras opções igualmente interessantes no mercado de sedans para você comparar, algumas com mais potência, outras com mais equipamentos e espaço. Há algo, no entanto, um quesito em que o sedan derrota todos eles: conforto ao dirigir. O Volkswagen Virtus oferece uma sensação ao dirigir próprio de carros de segmentos mais caros. Embora as versões topo de linha tenham o preço muito alto, o Virtus Comfortline é um carro com preço competitivo e baixo custo de manutenção para quem decidir comprar um sedan confiável, sóbrio, mas sem o desempenho do novo Virtus GTS 250 TSI, que a versão ideal para quem quer um sedan esportivo e pode desembolsar um pouco mais.

Perguntas Frequentes (FAQ)

O consumo do Volkswagen Virtus 1.0 turbo é de 11,2 km/litro na cidade e 14,6 km/litro na estrada com gasolina. Com álcool o consumo é de 7,8 km/litro na cidade e 10,2 km/litro na estrada.

O Volkswagen Virtus GTS 1.4 turbo tem 150 cavalos de potência máxima alcançando a velocidade máxima de 210 km/hora e acelerando de 0 a 100 km/hora em 9 segundos.

O Volkswagen Virtus é comercializado a partir de R$ 68.339,00, em sua versão de entrada, o Volkswagen Virtus 1.6 MSI, até R$ 104.900,00, na versão topo de linha, o Virtus GTS 1.4 Turbo.