Ganhe R$500,00 em RappiCréditos ao comprar um carro na Karvi com a logo da Rappi!

Peugeot 2008

Versões 2008

2008

Allure

Resumo

Versão de entrada com motor 1.6 e câmbio automático de seis marchas. Traz o básico em equipamentos de conforto e segurança, mas conta com kit multimídia.

2008

Allure Pack

Resumo

Versão intermediária com mesmo conjunto mecânico da Allure, acrescenta em equipamentos alarme, volante em couro e rodas de liga leve.

2008

Griffe

Resumo

Versão topo de linha com bancos em couro, teto solar, ar com duas zonas, seis airbags e controle de estabilidade e tração.

Resumo 2008:

Apesar de ainda não termos sua nova geração, o Peugeot 2008 faz frente aos seus concorrentes pela boa relação custo-benefício com baixo custo de manutenção e está disponível em 3 versões, Allure, Allure Pack e Griffe, todas com motor 1.6 e câmbio automático de 6 marchas.

A dianteira do Peugeot 2008 está defasada com relação a toda linha de SUVs da Peugeot, com a grade dianteira grande cheia de detalhes cromados e os faróis separados na parte inferior em duas partes pelo para-choque que tem uma segunda saída de ar. Também traz os faróis de milha envoltos em detalhes com plástico preto e no caso da versão topo de linha são misturados com cromado para tentar se atualizar, mas isto só vai acontecer com o novo Peugeot 2008 que deve sacudir o mercado de SUVs compactos. Os para-lamas também tem plástico em preto em seus contornos e as linhas laterais do Peugeot 2008 praticamente não tem vincos. Na traseira as lanternas em formato de bumerangue entram levemente na lateral e na tampa do porta-malas. O projeto não chega a ser ultrapassado, mas dentre os três SUVs da Peugeot é o que menos impressiona quando pensamos robustez com modernidade.

O Peugeot 2008 é comercializado com dois motores o 1.6 Flex de 16 válvulas que desenvolve 118 cavalos de potência máxima no Peugeot 2008 Allure, Allure Pack e Griffe. E traz o mesmo motor com turbo compressor na versão topo de linha, com isto o Peugeot Griffe THP desenvolve 173 cavalos de potência máxima. Na linha 2020 com a mudança das versões, todas passaram a vir com câmbio automático de seis marchas e a tração é dianteira.

As versões com motor 1.6 aspirado do Peugeot 2008 entrega o desempenho médio da categoria, com este motor o SUV compacto da Peugeot atinge a velocidade máxima de 186 km/hora e acelera de 0 a 100 km/hora em 11,9 segundos. Já o Peugeot 2008 Griffe THP com o motor turbo tem desempenho mais forte e é um dos que tem melhor desempenho na categoria chegando à velocidade máxima de 209 km/hora e acelerando de 0 a 100 km/hora em 8,1 segundos. No consumo, em nenhum dos dois modelos o Peugeot 2008 é excelente e a diferença entre desempenho e consumo faz valer a pena o motor turbo, se você puder pagar pela versão Griffe THP, com este motor ele roda 7,1 km/litro, na cidade e 10,7 km/litro na estrada quando o abastecemos com etanol, já com gasolina ele roda 8,5 e 12,4 km/litro, respectivamente, na cidade e na estrada. E, como dissemos, com o motor aspirado o consumo melhora, mas muito sensivelmente com o 2008 rodando 7,5 e 10,7 km/litro com etanol, na cidade e na estrada e nas mesmas condições abastecido com gasolina ele roda 9,2 km/litro e 13 km/litro.

Com o painel elevado e o volante menor, o I-Cockpit da Peugeot cumpre o que promete a dirigibilidade da SUV mesmo no caso do painel analógico da versão básica é muito prazeroso dirigir o SUV, a boa posição ao dirigir é ajudada pela regulagem do volante em altura e profundidade que é de série em todas as versões. Dirigir ao Peugeot 2008 Griffe e Griffe THP tem mudanças principalmente em curvas e em altas velocidades, já que são as únicas versões que traz o controle de estabilidade e tração, mas mesmo o Peugeot 2008 Allure, versão básica do SUV, tem melhor dirigibilidade que suas concorrentes de mesmo preço.

Como qualquer SUV compacto, o espaço para quem vai atrás é relativamente pequeno assim como seu porta-malas de 355 litros. O carro é ideal para pequenas viagens e uso urbano, ele tem rodar macio na cidade, mas tudo dentro da média do segmento. Na dianteira viajam com mais conforto que suas concorrentes, os bancos têm melhor ergonomia apesar do extensor para pernas só vir na versão Griffe. Nesta versão, os passageiros do banco traseiro também recebem a saída de ar-condicionado o que melhora um pouco a viagem no reduzido espaço, que apesar disto ainda é um pouco maior que de suas concorrentes.

Apesar de ser um dos SUVs com melhor preço, a versão básica peca vindo com rodas de aço e calotas, fora isto, tem o básico, o ar-condicionado é manual, os vidros, travas e retrovisores são elétricos. Na versão intermediária, o Peugeot 2008 Allure Pack, aumenta um pouco a oferta de equipamentos, as rodas já são de liga-leve, o volante em couro e também tem alarme. E o Peugeot 2008 Griffe e Griffe THP vêm com o ar-condicionado de duas zonas, teto solar panorâmico, sensor de chuva e crepuscular, além dos bancos forrados em couro e chave tipo canivete.

Nas versões Allure e Allure Pack o painel é analógico e apesar de não ser tão inovador quanto o que a Peugeot equipa a versão Griffe e os seus SUVs maiores, é agradável e conta com os mostradores analógicos com ponteiros vermelhos e uma tela de alta resolução no centro com as informações do computador de bordo. O kit multimídia traz a tela flutuante padrão da Peugeot e conta com espalhamento para celulares, saída USB, a tela de sete polegadas é sensível ao toque, mas fica devendo o GPS integrado, ou seja, tem que espelhar algum aplicativo de localização como qualquer outro aplicativo. Com desenho em linhas retas misturadas com formas de vincos bem marcados, característica também da família de SUVs da Peugeot, o acabamento é todo em plástico macio ao toque.

Na segurança, a Peugeot não cometeu as mesmas falhas que nos equipamentos, apesar do Peugeot 2008 Griffe vir com seis airbags e controle de tração de estabilidade, já na versão básica o SUV conta os airbags laterais, além dos frontais obrigatórios, com apoio de cabeça e cinto de segurança de três pontos para todos os passageiros e os freios ABS com EDB.

Apesar de ser um dos SUVs compactos mais baratos do mercado brasileiro, o Peugeot 2008 fica devendo e muito em equipamentos e itens de segurança em sua versão básica, apesar da grande diferença de preço o novo Peugeot 2008 Griffe THP com motor 1.6 de 16 válvulas turbo é a que tem o melhor custo-benefício. A concorrência é forte, lembre-se que concorrem diretamente com o Peugeot 2008, os queridinhos do mercado brasileiro, Jeep Renegade, Volkswagen T-Cross, Hyundai Creta, Nissan Kicks, além do Honda HR-V, Renault Duster e Ford Ecosport, e do também bom de briga no preço e equipamentos Caoa CAOA Chery Tiggo 2. Nesta mesma faixa de preço, estão os sedans compactos em suas versões premium, Volkswagen Virtus, Chevrolet Novo Onix Plus, Toyota Yaris Sedan, Fiat Cronos, HB20S Nova Geração e o bem equipado Caoa CAOA Chery Arizzo 5, todo com bom nível de acabamento e mais espaço interno. Mas se você quer economizar e ter um SUV bem equipado e bom desempenho, vale a pena avaliar a possibilidade de um Peugeot 2008 ir para a sua garagem.

Perguntas Frequentes (FAQ)

O consumo do Peugeot 2008 é de 8,5 km/litro na cidade e 12,4 km/litro na estrada com gasolina. Com álcool o consumo é de 7,1 km/litro na cidade e 10,7 km/litro na estrada.

O Peugeot 2008 tem 118 cavalos de potência máxima, alcançando a velocidade máxima de 186 km/hora e acelerando de 0 a 100 km/hora em 11,9 segundos.

O Peugeot 2008 tem preços a partir de R$ 74.212,00 na versão de entrada, Allure, chegando até R$ 84.209,00 na versão topo de linha, o Peugeot 2008 Griffe.