Honda City

É o modelo compacto-premium da Honda, o sedan mais barato da marca no Brasil.

Avaliação

7.5/10

Recentemente o Honda City recebeu uma nova geração, melhorando diversos pontos que já estavam bastante defasados em relação ao modelo anterior. O design e a motorização são completamente inéditos, embora ela também seja 1.5 aspirada e trabalhe em conjunto com uma transmissão automática do tipo CVT.

Perfil Geral

  • Origem

    Brasil

  • Tipo

    Sedan

  • Segmento

    Compacto-Premium

  • Capacidade

    5 passageiros / 4 portas

Mecânica

  • Combustível

    Flex

  • Motor

    1.5 aspirado

  • Potência/Torque

    126cv / 15,8 kgfm

  • Transmissão

    CVT

  • Tração

    Dianteira

  • Confiabilidade mecânica

  • Acabamento

  • Segurança

  • Consumo de combustível

  • Espaço interno

  • Frenagem automática de emergência

  • Piloto automático adaptativo

  • Painel de instrumentos parcialmente digital de 7”

  • Sistema de permanência em faixa

  • Câmera de monitoramento de ponto cego

  • Consumo Cidade | 9,2 km/l (E) e 13,1 km/l (G)

  • Consumo Estrada | 10,5 km/l (E) e 15,2 km/l (G)

  • Aceleração 0 a 100 km/h | Não informado

  • Velocidade máxima | Não informado

  • Porta-malas | 519L

  • Tanque | 44L

Versões atuais

  • EX

  • EXL

  • Touring

Versões descontinuadas

  • DX

  • Personal

  • LX

  • Sport

Linha do tempo

    • Lançamento no Brasil, já na terceira geração do sedan.

      Julho

    2009
    • Chegada da décima geração

      Setembro

    2015
    • Lançamento da quinta geração do modelo, a atual.

      Novembro

    2021
    • Deve ocorrer o lançamento da versão hatchback.

      Março

    2022

O City já estava muito defasado em comparação aos concorrentes, mas quase todos os quesitos que necessitavam de melhorias foram alterados nesta última geração, com exceção da ausência de uma motorização turbo.

Saiba tudo sobre o Honda City

O Honda City é o sedan compacto-premium da montadora japonesa, e na atual geração foca em entregar um bom conforto, aliado ao baixo consumo de combustível e diversos equipamentos de segurança.

Todas as versões utilizam o mesmo conjunto mecânico, composto pelo motor 1.5 aspirado e pela transmissão CVT que simula 7 marchas. O modelo fornece um bom conjunto em geral, com um ótimo espaço interno, um porta-malas de boa capacidade, bons equipamentos e um acabamento bastante agradável, além de contar com a confiabilidade mecânica que a marca proporciona.

Todavia, ele ainda não agrada quem busca desempenho, pois seu powertrain foca na economia de combustível, deixando a performance como uma segunda intenção. Ainda falta também um pouco mais de conectividade, embora esse ponto tenha melhorado bastante depois da última atualização.

Outro ponto positivo é o pacote de segurança chamado de Honda Sensing, que inclui diversos itens importantes de condução semiautônoma, como piloto automático adaptativo, frenagem automática de emergência, farol alto automático e sistema de permanência em faixa.

O novo Honda City concorre com outros sedans compactos-premium, a exemplo de Toyota Yaris Sedan, Fiat Cronos, Hyundai HB20S, Nissan Versa, Volkswagen Virtus e Chevrolet Onix Plus.

Sua estreia no Brasil ocorreu em 2009, já na terceira geração global, com a chegada da quarta geração em 2015. Porém, por mais que não esteja em um segmento de entrada, ele sempre foi um modelo relativamente espartano, algo que foi corrigido na geração mais recente, de 2021.

Principais concorrentes Volkswagen Virtus, Toyota Yaris Sedã, Nissan Versa, Fiat Cronos, Hyundai HB20S e Chevrolet Onix Plus.

Comprar honda city semi novo desde

R$ 39.900

Avaliação Honda City

Honda City recomendados